Home / Fundações e Geotecnia / Estaca Strauss – Vantagens e Desvantagens

Estaca Strauss – Vantagens e Desvantagens

A estaca Strauss é uma estaca escavada pois para ser inserida no terreno é necessária remoção prévia do solo. A estaca tipo Strauss se caracteriza por ser moldada in loco e são executadas enchendo-se de concreto as perfurações que foram escavadas.

As estacas Strauss surgiram com o intuito de substituir as estacas pré moldadas cravadas no solo por percussão devido à grande vibração e ocorrência de ruídos causados pelo processo de cravação.

A estaca Strauss é um tipo de estaca de fundação executada com auxílio de um equipamento conhecido como bate-estaca Strauss que consiste de um guincho, tripé, pilão, tubos guia e sonda.

 

Características da Estaca Strauss

  • É uma estaca escavada. Em relação às estacas pré moldadas, sofre desvantagem pois por ser uma estaca escavada apresenta um empuxo ativo ocasionando menor atrito lateral entre a estaca e o solo.
  • A estaca tipo Strauss é uma estaca moldada in loco. Em relação as estacas pré moldadas é considerado uma vantagem pois o concreto irá preencher todos os espaços vazios entre a estaca e o solo aumentando o atrito lateral, o que não ocorre com as estacas pré moldadas.
  • Na maioria dos casos a estaca do tipo Strauss não é armada. A armadura utilizada serve somente para arranque ou ancoragem.
  • A estaca Strauss não tem base alargada.

 

Etapas de execução da Estaca Strauss

A escavação da estaca Strauss não é feita por trado, como muitas vezes se pensa. O equipamento para a colocação da estaca Strauss é conhecido como bate-estaca Strauss e consiste basicamente de um guincho, um tripé com uma roldana fixada no topo, tubos guia, pilão e sonda.  A escavação é feita através de um tubo que pesa em torno de 700 kg com um diâmetro um pouco menor do que o tubo de revestimento.

Para o início da escavação abre-se um furo no terreno com um soquete para colocação do primeiro tubo. Aprofunda-se o furo com golpes de sonda de percussão. Conforme a descida do tubo, rosqueia-se o tubo seguinte até a escavação atingir a profundidade determinada.

Atingida a cota prevista no projeto de fundação da edificação, o operador do bate estacas Strauss faz a checagem se a piteira já não entra tanto no solo. Isso ocorre quando atinge-se um nível em que o SPT é 20. Se isto acontecer, autoriza-se a concretagem.

O concreto é, então, lançado no tubo e apiloa-se o material com o soquete  na base da estaca. Para formar o fuste o concreto é lançado na tubulação e apiloado, enquanto que as camisas metálicas são retiradas com guincho manual.

Bate Estaca Strauss

Bate Estacas Strauss

 

Melhores tipos de solos para Estaca Strauss

As situações e os tipos de solos adequados para execução de estaca Strauss são:

  • Terrenos planos;
  • Solos colapsivos;
  • Solos de baixa resistência;
  • Locais confinados;
  • Terrenos acidentados.

 

 Piores tipos de solos para Estaca Strauss

Os tipos de solos não adequados para execução de estaca tipo Strauss são:

  • Solos com lençol freático alto;
  • Areia saturada e argila muito mole;
  • Solos de alta resistência;
  • Matacão;
  • Rochas;
  • Argilas Rijas;
  • Entre outros solos com alta resistência.

 

Vantagens da Estaca Strauss

  • Fator custo/benefício favorável.
  • Não gera vibrações no solo suficientes para danificar edificações vizinhas. No entanto, é sempre recomendado realizar laudo pericial em todas as edificações no entorno da obra para evitar futuras reclamações sem fundamentos de vizinhos que querem se aproveitar da situação.

 

Desvantagens da Estaca Strauss

  • Geralmente produz muita lama. O cliente as vezes se sente desconfortável no aspecto visual da lama.
  • Capacidade de carga baixa. Uma estaca Strauss pode ter até metade da capacidade de carga de uma estaca pré moldada.
  • Apresenta dificuldade para escavar solo mole de areia fofa por causa do estrangulamento do fuste.

Sobre Caio Pereira

Jovem estudante que busca adquirir o máximo de experiências de aprendizado possíveis. Busca estudar e se aprofundar nos diversos ramos da Engenharia Civil através da publicação de artigos.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Ir para Topo