Sondagem SPT: O que é e como é feito esse ensaio

A sondagem SPT é um tipo de sondagem que visa caracterizar o solo que servirá como parte de um elemento de fundação de uma edificação.

A sondagem SPT é um tipo de sondagem que visa caracterizar o solo que servirá como parte de um elemento de fundação de uma edificação.

SPT é a sigla em inglês para Standard Penetration Test ou Ensaio de Sondagem à Percussão.

Como é feito o ensaio de sondagem SPT?

Mede-se a resistência de uma camada de solo de um metro medindo o número de golpes com um martelo que são necessários para penetrar trinta centímetros, o que chamamos de N SPT. Os resultados desse ensaio são bons para solos com algum grau de resistência, e são ruins quando falamos de solos moles.

Equipamento para sondagem SPT
Equipamento utilizado para a execução de sondagem SPT.

É um ensaio relativamente simples, o que explica tamanha difusão. Deve haver cuidado para manter a uniformidade nos golpes aplicados no solo, para não gerar erros nos resultados, quando for uma versão manual. Algumas empresas também disponibilizam aos seus clientes a possibilidade do ensaio mecanizado, onde seria menor a possibilidade de variações nos golpes.

Número mínimo de sondagens

O número mínimo de sondagens é estabelecido por normas técnicas. Mesmo assim, considerada a heterogeneidade dos solos, a quantidade mínima de furos é pequena e deve ser sempre avaliada pelo engenheiro responsável pela obra.

Segundo o que aponta a ABNT NBR 8036:1983 – Programação de sondagem de simples reconhecimento dos solos para fundação de edifícios, deve-se definir a área de projeção da edificação (APE) e:

  • Fazer dois furos se a área for inferior a 200 m².
  • Fazer três furos se essa área for entre 200 e 400 m².
  • De 400 a 1.200 m², um furo a cada 200 m².
  • Entre 1.200 e 2.400 m², um furo por 400 m² e
  • Acima disso, o número de sondagens fica a critério do engenheiro responsável.

Em caso de não se saber qual será a área e não existir algo que indique isso em estudo de viabilidade, deve-se prever um mínimo de três furos uniformemente distribuídos e não distando mais do que cem metros.

Outro uso de ensaios de sondagem SPT está nas obras que envolvam taludes e vias pavimentadas (seja com paralelepípedos, pisos intertravados ou asfaltadas), cuja amostragem depende das instruções de serviço rodoviárias.

Para taludes, recomenda-se um mínimo de três sondagens por seção transversal.

Longitudinalmente (ao longo do greide), deve-se dispor um furo a cada cento e cinquenta metros, quando as distâncias superarem os quatrocentos metros.

Boletins de sondagem

Os boletins de sondagem são os documentos que trazem os resultados do ensaio de sondagem SPT. Neles, há a distribuição de camadas de solo, qual o N SPT de cada estrato e uma descrição das características do solo que as compõe. Essas características são verificadas, mais tarde, em função de se extrair amostras durante o ensaio.

Boletim de sondagem
Exemplo de boletim de sondagem.

Outra informação muito importante que está presente no boletim e que afeta o desempenho do elemento de solo como fundação é o nível de água, ou seja, o nível onde se encontra o lençol freático ou o solo é saturado (vazios completamente preenchidos com água).

E quando o SPT não for indicado? O que fazer?

O SPT pode não caracterizar completamente o solo em um dado ponto. A presença de rochas grandes (matacões) pode impedir que se prossiga com o ensaio ainda se estando em profundidade inoportuna, isto é, quando ainda teríamos um bulbo de tensões atingindo a região e o solo não teve ganho de resistência que permita parar.

Por conta dessas disparidades de haver matacões ou a profundidade ser insuficiente é que podem ocorrer sondagens prévias e definitivas. Ou, pode ainda ser necessário complementar com outros ensaios.

No caso da presença de rochas, será útil realizar ensaio de sondagem rotativa, que extrai testemunhos e verifica o quanto a amostra está intemperizada, descontinuidades e outras características. Há a modalidade de sondagem mista, onde há percussão em solo e rotativa nas rochas.

Um outro tipo de sondagem é o CPT, que simula as condições de estacas, medindo atrito lateral e resistência de ponta. Não são extraídas amostras e os resultados são satisfatórios para solos moles.

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

PEREIRA, Caio. Sondagem SPT: O que é e como é feito esse ensaio. Escola Engenharia, 2018. Disponível em: https://www.escolaengenharia.com.br/sondagem-spt/. Acesso em: 18 de novembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer aprender mais sobre Fundações?

Cadastre-se e receba conteúdos GRATUITAMENTE.