Aprenda 3 DICAS para se tornar um MELHOR engenheiro:

Impermeabilização de lajes: Como fazer passo a passo

Aprenda como é feita a impermeabilização de lajes com passo a passo resumido. Conheça as etapas para impermeabilizar laje de forma segura. Confira!

Impermeabilização de lajes é o procedimento utilizado para interceptar o fluxo de água de uma superfície e encaminhá-lo para os dispositivos que irão realizar o seu devido descarte ou reaproveitamento.

A impermeabilização de uma laje pode ser realizada para proteger a superfície contra águas de chuvas, de banhos, de lavagens ou de qualquer outra atividade que utilize água.

Essa proteção irá garantir que os elementos como o piso da laje e a estrutura em que foi executado, não sejam afetados pela ação da água que pode causar o desplacamento de pisos, corrosão da armadura utilizada no concreto armado, aparecimento de fungos e bactérias, dentro outros. Impermeabilizar uma laje pode ajudar a manter a estrutura em bom funcionamento e aumentar a vida útil da edificação.

Tipos de impermeabilização

Para a definição do melhor método para impermeabilizar lajes, é necessário conhecer os tipos de impermeabilização que podem ser executados.

É importante ressaltar que cada método de impermeabilização possui procedimentos e produtos diferentes e o estudo de cada um deles irá garantir que você tenha um serviço melhor executado e por um preço mais acessível.

Basicamente, há dois tipos de impermeabilização: impermeabilização rígida e impermeabilização flexível.

Impermeabilização rígida

A impermeabilização rígida é recomendada para ser utilizada em locais em que não há grandes movimentações da estrutura, principalmente ocasionadas pela variação térmica.

Portanto, este tipo de impermeabilização é geralmente utilizada em estruturas como fundações, baldrames, reservatórios inferiores de água, piscinas enterradas, poços de elevador, muros de arrimo, etc.

As impermeabilizações rígidas podem ser aplicadas com produtos como argamassas impermeáveis, argamassas poliméricas e epóxi ou por cristalização.

Impermeabilização flexível

Por outro lado, a impermeabilização flexível é recomendada para locais em que a estrutura pode se movimentar sem causar dano aos outros elementos da edificação.

Este tipo de impermeabilização é recomendado para uso em lajes (maciças, mistas ou pré-fabricadas), terraços, varandas, reservatório superior de água, jardins e pisos de cozinha, banheiro e áreas de serviço.

Os produtos mais comuns para aplicação de uma impermeabilização flexível são:

  • Membranas moldadas in loco: como a emulsão asfáltica, solução asfáltica, emulsão acrílica, asfaltos oxidados, asfaltos modificados, elastômeros (neoprene), dentro outros.
  • Mantas pré-fabricadas: como a manta elastomérica (butil/EPDM), manta asfáltica e manta polimérica (PVC). Dentre estas, destacam-se as mantas asfálticas e as poliméricas por serem de fácil aplicação e terem um custo mais acessível se comparados com outros tipos.

Como fazer impermeabilização de lajes passo a passo

Para a definição do tipo de impermeabilização de lajes adequado em um ambiente é fundamental que seja realizado um projeto de impermeabilização com um engenheiro especializado nesse serviço. Este profissional irá desenvolver uma solução que protegerá a sua edificação e te dará suporte durante a execução.

Pode-se também buscar informações sobre os produtos com fornecedores e fabricantes.

Abaixo você pode conferir os métodos executivos com um passo passo para realizar a impermeabilização em lajes utilizando o processo de cristalização e por manta asfáltica.

Impermeabilização por cristalização

Impermeabilização de lajes por cristalização
Impermeabilização de lajes por processo de cristalização (Fonte: Habitíssimo)
  • Passo 1: A superfície a ser impermeabilizada deve estar limpa e desprovida de impurezas ou qualquer outro material, como pontas de aço, monte de argamassa seca, etc.
  • Passo 2: As partes defeituosas da superfície devem ser tratadas, tampando-se buracos e trincas e arredondando os cantos dos encontros das paredes com os pisos.
  • Passo 3: Os ralos e tubulações existentes deverão ser chumbados com grout.
  • Passo 4: Aplicar a primeira demão do produto impermeabilizante com vassoura de pêlo e deixar secar.
  • Passo 5: Aplicar a segunda demão do produto com vassoura de pêlo ou rolo de lã. Deixar secar um pouco e aplicar a terceira demão.
  • Passo 6: As demãos deverão ser aplicadas no sentido cruzado em camadas uniformes com intervalos de 2 a 6 horas dependendo da temperatura ambiente.
  • Passo 7: Em regiões críticas como ao redor de ralos, deve-se calafetar com resinas após a secagem completa do impermeabilizante.
  • Passo 8: Verificar a estanqueidade durante, após cura por 5 dias ou conforme indicado na embalagem do produto utilizado, vedando os ralos e enchendo a área impermeabilizada com água.
  • Passo 9: Caso haja vazamentos, a impermeabilização deverá ser libera somente após reparada e testada novamente.

Impermeabilização por manta asfáltica

Impermeabilização de lajes com manta asfáltica
Impermeabilização de lajes utilizando-se manta asfáltica (Fonte: Construindo Decor)
  • Passo 1: A superfície a ser impermeabilizada deve estar limpa e deve ser retirado qualquer material que esteja obstruindo a superfície.
  • Passo 2: Após a limpeza da superfície, aplicar uma demão de pintura impermeabilizante (primer) para garantir uma maior aderência. Fazer a aplicação com o auxílio de vassoura de pelo e esperar secar por cerca de 3 a 4 horas se a área não estiver encharcada. Se sim, esperar secar completamente.
  • Passo 3: Esticar a manta asfáltica sobre a superfícies para cortá-la no tamanho exato da área a ser impermeabilizada. Enrolar a manta novamente e iniciar o processo de aplicação da mesma. Deve-se desenrolar e aquecer o plástico com o maçarico para uma melhor aderência da manta a superfície.
  • Passo 4: Para a impermeabilização e acabamento dos ralos deve-se cortar um pedaço de manta de 30 x 30cm, colocar sobre os ralos, cortar o material em forma de “x” no vão do ralo e virar as pontas para dentro. Após a aplicação da manta na superfície inteira, fazer outro corte na manta em forma de “x”, dobrando as pontas de manta em direção ao interior do ralo. Dessa forma, nos vãos de escoamento, a manta se estabilizará com uma dupla camada.
  • Passo 5: Nas paredes, aplicar a manta até 40cm de distancia do solo, deixando o acabamento entre o piso e as paredes abaulado, para melhor adesão do material ao piso.
  • Passo 6: Executar sobreposição de 10cm de uma manta sobre a outra.
  • Passo 7: Para executar o acabamento da manta onde há transição de uma área impermeabilizada com uma outra que não será revestida pelo material descrito, deve-se esquentar as extremidades da manta asfáltica com auxílio do maçarico e moldá-las com uma colher de pedreiro.
  • Passo 8: Realizar teste de estanqueidade tampando-se todos os ralos e deixando-se uma camada de água de aproximadamente 5 cm por toda a superfície impermeabilizada por 72 horas.
  • Passo 9: Conferir se a laje inferior a que está sendo impermeabilizada, com especial atenção a saída dos ralos, verificando se houve algum vazamento. Se houve vazamento, é necessário fazer uma nova aplicação, desde o primeiro passo.
  • Passo 10: Executar a proteção mecânica no piso impermealizado espalhando uma camada de aproximadamente 2cm de argamassa de areai e cimento (traco 1:3) com o auxílio de régua.
  • Passo 11: Nos cantos das paredes, deve-se aplicar chapisco colante com a desempenadeira dentada.

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

PEREIRA, Caio. Impermeabilização de lajes: Como fazer passo a passo. Escola Engenharia, 2017. Disponível em: https://www.escolaengenharia.com.br/impermeabilizacao-de-lajes/. Acesso em: 16 de dezembro de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *