Laje Pré-Moldada: O que é, principais tipos e vantagens

As lajes pré-moldadas são elementos estruturais de uma edificação com função de disseminar as cargas para as vigas e pilares. Confira os principais tipos de laje pré-moldada e as vantagens de cada um.

As lajes pré-moldadas são elementos estruturais de uma edificação com função de disseminar as cargas para as vigas e pilares. São constituídas por vigotas de concreto e lajotas (tavelas) de concreto ou cerâmica.

Esse tipo de laje é moldada in loco, ou seja, dentro do canteiro de obras, ou também, podem ser compradas prontas, então são chamadas de pré-fabricadas.

As vantagens das lajes pré-moldadas ou pré-fabricadas é que elas conseguem vencer grandes vãos com quantidade mínima de altura, permitem agilidade ao andamento da obra, diminuição das etapas de produção, redução da mão de obra e facilidade na execução.

Laje Pré-moldada
Laje pré-moldada com preenchimento com blocos cerâmicos

Tipos de laje pré moldada

Os tipos de lajes pré-moldadas mais utilizadas são:

1) Lajes treliçadas com lajotas (tavelas)

As lajes treliçadas com lajotas são vigotas de concreto armado, constituídas por uma base de concreto que serve de apoio para uma treliça metálica, revestidas por tavelas de concreto ou cerâmicas.

Após a montagem do sistema, é lançado uma capa de concreto para unir as peças. Este tipo de laje pode ser utilizado tanto em obras de grande porte quanto de pequeno porte.

As dimensões da armadura e o espaçamento entre as vigotas é que determinam as possibilidades de carregamentos e aplicações desta laje.

2) Lajes treliçadas com EPS

Nas lajes treliçadas com EPS, a diferença desta para a anterior é somente o revestimento, neste caso, feito com placas de EPS (isopor). A vantagem deste sistema é a melhoria no isolamento térmico e acústico da edificação, além da fácil montagem e instalação das tubulações.

3) Lajes alveolares

As lajes alveolares são constituídas por painéis de concreto protendido vazados, com alvéolos longitudinais, que permitem a redução do peso da peça.

O concreto utilizado na fabricação desta laje é de elevada resistência à compressão (maior que 45Mpa) e as armaduras, com aços específicos para protensão.

Esta laje é muito utilizada em edificações de grande porte, como universidades, hospitais, galerias, estacionamentos, entre outras.

4) Lajes de painéis treliçados

Parecidas com as lajes treliçadas, estas lajes também são constituídas por vigotas de concreto armado que sustentam uma treliça metálica, porém, com maior base, formando nervuras mais robustas e permitindo maior capacidade de carga.

Estes painéis ficam lado a lado, estruturando a própria forma para a concretagem, são indicados para edificações com maiores carregamentos, pois suportam mais de 1000kgf/m², além de não precisarem de reboco, já que os painéis são bem acabados, permitindo o acabamento apenas com uma demão de verniz para a impermeabilização da laje para que não haja corrosão do concreto.

5) Lajes com vigota “T”

As lajes com vigota “T” são as mais convencionais. São constituídas por vigotas de concreto e tavelas de concreto ou cerâmicas.

As vigotas são trilhos maciços com seção transversal “T” que servem de encaixe para as tavelas, que são blocos utilizados para o revestimento da laje. Após a execução das vigotas, as tavelas são encaixadas sobre elas, a distância entre as vigotas depende do tamanho das tavelas.

Para conectar as peças, é lançada uma camada de concreto, chamada de capa. Estas lajes são indicadas para uso em edificações de pequeno porte, que demandem pequenos vãos e baixas sobrecargas.

Vantagens das lajes pré-moldadas

Algumas das vantagens das lajes pré-moldadas são:

  • Ganho de velocidade: devido a simplicidade da execução e montagem das peças, é possível acelerar o andamento da obra.
  • Qualidade: como é feita em indústria, a alta tecnologia empregada na produção proporciona um ganho de qualidade muito maior que a laje tradicional, além de adequar-se às necessidades da obra, tendo um melhor desempenho e
    acabamento.
  • Menor custo: apesar da alta qualidade, o custo das peças e da manutenção não é elevado.
  • Organização do canteiro de obras: as peças chegam prontas ao canteiro de obras, então não é necessário produzir o concreto e nem as formas para a montagem das lajes, evitando acúmulos, sujeiras e resíduos.
  • Durabilidade: como o concreto é pré-moldado, ele necessita menos cuidados durante a vida útil da peça, dispensando tratamentos químicos para evitar a corrosão e o apodrecimento.

Conclusão

A engenharia está em constante evolução, novos processos de construção são utilizados para atender as necessidades do mercado e dos clientes, produzindo edificações de qualidade cada vez mais rápido.

Com o aperfeiçoamento dos métodos e novas tecnologias é possível aumentar a eficácia desses processos. As lajes pré-moldadas são o exemplo disso pois estão ganhando seu espaço dentro dos canteiros de obras devido às muitas vantagens que seu uso proporciona.

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

PEREIRA, Caio. Laje Pré-Moldada: O que é, principais tipos e vantagens. Escola Engenharia, 2017. Disponível em: https://www.escolaengenharia.com.br/laje-pre-moldada/. Acesso em: 22 de junho de 2018.

O que você achou deste conteúdo? Tem alguma dúvida? Conte nos comentários.

  1. Paulo Pinho

    A vantagem do uso da laje pré moldada é ser prática e barata. Porém todas elas apresentam fissuras o que lhes dão uma aparência feia e para os leigos uma sensação de instabilidade, de fragilidade e os preocupam por acharem que não são confiáveis estruturalmente. Há casos de clientes não as aceitarem. Pedem para rebaixamento de forro com gesso, ficando o serviço final mais caro que a laje convencional maciça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *