Laje: O que é e principais tipos

A laje é um dos elementos estruturais de uma edificação. Confira nesse artigo o que é uma laje e os principais tipos de laje e suas aplicações.

Lajes são estruturas que realizam a interface entre pavimentos de uma edificação, podendo dar suporte a contrapisos ou funcionar como teto. Geralmente, apoiam-se em vigas, que por sua vez, apoiam-se em pilares e realizam a distribuição adequada da carga da edificação.

Sua concepção estrutural é de uma placa em que duas dimensões (comprimento e largura) são muito superiores à terceira, que é a espessura, com cargas transversais a ela e submetida à flexão.

Os critérios de projeto são a resistência à ruptura e a espessura em si. Lajes mais esbeltas podem ser seguras à ruptura, mas causam insegurança ao usuário por conta de flechas muito grandes ou vibrações excessivas.

Quando não são apoiadas sobre vigas, mas apenas sobre pilares, ainda deve-se contar com o efeito de puncionamento. Para isso, dimensiona-se e constrói-se capitéis na interface pilar/laje.

Tipos de lajes

Os principais tipos de lajes utilizados são a laje maciça, laje cogumelo, laje nervurada, laje treliçada e laje alveolar.

Laje maciça

Laje maciça
Laje maciça de concreto sendo armada

A solução clássica em lajes é o tipo maciça. É uma placa formada por concreto armado, responsável por resistir esforços à tração e à compressão. Utiliza-se em pequenos vãos, onde a espessura de concreto armado em compressão é pequena, como residências.

Nada impede seu uso em vãos maiores, mas há o inconveniente de aumentar muito o peso próprio da estrutura e desperdiçar material sem ganho expressivo de resistência. Por isso, avalia-se outras soluções para edifícios comerciais, grandes vãos e outros casos.

Para edifícios de estacionamento, por exemplo, valores normativos apontam espessuras mínimas de 15 cm, o que leva a altos volumes de concreto e necessidade de reforço no resto da estrutura.

Laje cogumelo

Laje cogumelo
Laje cogumelo

Lajes cogumelo ou lisas são aquelas que possuem um sistema estrutural diferente. Enquanto que as tradicionais lajes maciças formam um conjunto com pilares e vigas, as lajes cogumelo possuem apenas pilares e capitéis. A presença do capitel, que pode possuir diferentes formatos, e sua semelhança com os cogumelos justificam o nome.

Um sistema estrutural com lajes cogumelo apresenta a vantagem de trazer maior liberdade de iluminação e ventilação ao pavimento, pois é eliminado o elemento viga no perímetro do edifício, o que pode permitir que a luz que atravessa a vedação vertical com vidro alcance mais o interior. Ou ainda, no caso de estacionamentos (em subsolos ou não), aumentar o limite de altura dos veículos. O inconveniente está no trabalho maior de execução destes elementos se comparados ao sistema tradicional com vigas.

Laje nervurada

Laje nervurada
Laje nervurada

As lajes nervuradas são conjuntos de vigas “T”, podendo haver nervuras em uma ou duas direções. São fortemente recomendadas quando se deseja vencer grandes vãos sem pilares e vigas intermediários, dando maior flexibilidade aos ambientes. Um espaço para escritórios ou várias salas pode ser facilmente remodelado com o conjunto de laje nervurada e paredes em gesso acartonado.

Podem ser produzidas por meio de formas especiais, ou ainda pelo uso de chapas de compensado associadas a blocos de EPS (poliestireno expandido). No caso da forma especial, esta é produzida em material plástico, com fundo curvo, refletindo, inclusive, em beleza estética do produto final, agregando valor.

Laje treliçada

Laje treliçada preenchida com blocos cerâmicos
Laje treliçada preenchida com blocos cerâmicos

As lajes treliçadas são um dos tipos de lajes pré moldadas. É uma solução que envolve vigotes em concreto com armaduras no formato de treliça. Sobre eles, são colocadas tavelas cerâmicas. Por fim, recobre-se com uma camada de concreto.

Esse tipo de laje oferece menor peso próprio do que as maciças, além de reduzir a demanda por formas e, por conseguinte, a geração de resíduos no canteiro de obras. Também são bastante utilizadas em edificações uni e multifamiliares, por sua praticidade e economia.

Laje alveolar

Laje alveolar
Laje alveolar

Assim como as lajes treliçadas, outra solução que envolve pré-fabricados é a laje alveolar. Seu nome se justifica pela presença de dutos ou alvéolos no interior das placas pré-moldadas que são utilizadas em sua produção.

Diferentemente de todos os outros modelos, apresenta a vantagem de tornar mais enxuto o cronograma de execução, melhorando a gestão do empreendimento de construção.

Grandes edifícios como depósitos e estacionamentos podem ser concebidos com lajes alveolares. Por um lado, elimina-se a necessidade de cimbramento e, por outro, é preciso utilizar equipamentos para içar as peças. Caso for ser utilizada como laje de piso, assim como as treliçadas, é importante fazer contrapiso de regularização.

Quer citar este artigo em seu trabalho? Utilize o modelo abaixo:

PEREIRA, Caio. Laje: O que é e principais tipos. Escola Engenharia, 2018. Disponível em: https://www.escolaengenharia.com.br/laje/. Acesso em: 21 de setembro de 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *